Neymar Jr.

PSG vence o Nantes com mais uma goleada na Ligue 1

Neste sábado (18), o PSG fez mais uma incrível atuação no Parc des Princes, vencendo do Nantes FC por 4 a 1, no Campeonato Francês. Dí Maria, Pastore e Cavani (duas vezes), fizeram a goleada da vitória da 13ª rodada da Ligue 1.

Primeiro tempo –

O jogo começou com o ritmo mais lento, com o PSG praticamente dominando o campo e buscando espaços para abrir o placar. Aos seis minutos, Cavani recebeu a bola na entrada da área, driblou Diego Carlos e quase marcou, mas chutou para fora. Após a chance, o time de Paris passou a atacar mais, mas sem conseguir causar perigo.

Aos 22 minutos, foi a vez do Nantes chegar em perigo. Lucas Lima cruzou na área, Dubois chutou de primeira, mas também errou. O jogo continuou calmo, até Cavani abrir o placar, aos 37 minutos. Após uma troca de passes entre Neymar Jr. e Pastore, a bola caiu em Cavani, que driblou a zaga e marcou um golaço.

Para terminar bem o primeiro tempo, Dí Maria bateu um escanteio curto e recebeu de novo de Daniel Alves. O camisa 11 tentou cruzar à área, mas a defesa falhou, deixando a bola balançar livremente as redes e encerrar a primeira etapa.

Segundo tempo –

Parecido com o primeiro tempo, o segundo começou regado de muito passe de bola e busca de espaços para finalizações. O duelo atingia seus 15 minutos, sem nenhuma chance de perigo para ambos os times. Mas logo o cenário mudou. Após recuperar a bola pelo meio, Dubois recebeu na área e passou para Nakoulma marcar.

Não contente com o gol tomado, o PSG respondeu mais forte e, aos 20 minutos, conseguiram o que queriam. Pastore surgiu pela direita, lançando uma bomba que acabou defendida pelo goleiro. A bola subiu, Tatarusanu não segurou e a bola acabou entrando. Mas a resposta não pararia por aí. Aos 33, após uma confusão na defesa do Nantes e no ataque do PSG, a bola sobrou para Cavani, que só completou para balançar as redes.

O PSG ainda tentou o quinto e quase conseguiu. Aos 43, Cavani enfiou a bola à Neymar Jr., que invadiu a área e driblou o goleiro, mas não chutou com força e a zaga cortou. Com mais uma goleada nas mãos, o Paris Saint-Germain se consagrava novamente.

PSG

<
>