Neymar Jr.

Muricy Ramalho confessa ainda se impressionar com profissionalismo de Neymar Jr

Por Helena Passarelli

Para a última matéria da série sobre o desempenho de Neymar Júnior em campo, publicada nos últimos dias no Site Oficial do atleta, hoje chegou a vez de Muricy Ramalho encerrar estas entrevistas falando um pouco sobre o craque. Sentada em uma das quatro poltronas pretas localizadas na recepção do CT Rei Pelé, aguardo o treinador voltar de sua hora de almoço para bater um papo sobre Neymar Jr.

Tenho uma ideia do que vou perguntar para ele, mas algumas indecisões sempre insistem em ficar no ar. O que conversar com Muricy Ramalho sobre Neymar Jr? Depois de treinar tantos jogadores pelo Brasil e por ter visto de tudo nessa vida como jogador também, optei em saber o que ele acha que torna um jogador completo e dedicado. O resultado desta conversa de pouco mais de 20 minutos você confere aqui.

Treinador respeitado pela molecada, dono de diversos títulos em clubes diferentes, Muricy Ramalho arrasta uma das poltronas e senta do meu lado. Começamos a conversa e dou uma conferida no gravador para que nada saia errado. Gravando 1, 2, 3. Tudo certo e inicio a entrevista. De cara pergunto se ele incentiva os jogadores a treinarem faltas e penalidades ou se ele prefere que os atletas tomem iniciativa. Em resposta ele afirma que os diferentes você não precisa nem olhar que quando menos esperar já estão chutando por cima da barreira de madeira dando trabalho para os goleiros.

Como exemplo ele cita Neymar Júnior e confessa que mesmo no comando do Peixe desde 2011, ele ainda se impressiona com a vontade do camisa 11 em melhorar sua qualidade técnica e física.

“Ele não muda a vontade que tem de ganhar e melhorar. Só os diferentes têm essa cabeça. Ele impressiona justamente, porque apesar da pouca idade já é um jogador consagrado e nunca se acomoda. O resto é coisa natural dele, porque ninguém vai ensinar o drible e o improviso. Com todo esse assédio, com essa responsabilidade, ele gosta de fazer as coisas. Gosta de treinar, fica pouco na fisioterapia, se cuida muito e é esse tipo de coisa que impressiona”. explicou.

Muricy era espectador de Neymar Jr. e hoje convive diariamente com ele. Antes de assinar seu contrato com o clube santista, Muricy já tinha uma ideia de como NJr se comportava nos treinamentos e ao chegar aqui apenas testemunhou o que ouviu de outros treinadores que passaram pelo Santos.

“É importante para os técnicos saberem quem é quem no futebol, mesmo que você não trabalhe no clube. O que a gente tinha de ideia é o que temos visto de perto. A base que ele teve, das pessoas que cuidaram dele, é muito boa. Eu acho que foi fundamental as pessoas fazerem o que fizeram com ele desde o começo, como colocar na cabeça dele que ele teria que ser um atleta e que se conseguisse ser um bom jogador tinha que se dedicar”.

O comandante acredita que esse tipo de comportamento vem desde pequeno, da educação que o atleta recebeu em casa e dos treinadores que participaram de sua formação como jogador de futebol. E hoje, Muricy analisa os frutos que NJr está colhendo.

“Mesmo ele já sendo um jogador diferenciado, um dos melhores do país hoje, ele já não se conforma só com isso. Ele quer mais. Isso faz parte da educação, não só dos treinamentos e dos técnicos que trabalharam com ele”.

Quando um treino acaba NJr se encaminha para a pequena área e treina pênaltis, faltas e finalizações. Não só ele, mas outros jogadores também realizam estas repetições para chegar na hora do jogo e colocar em prática. Muricy fala que isso faz parte do dia a dia deles e que o atleta precisa cuidar desse lado técnico, de aperfeiçoamento dos fundamentos.

“Eu sempre falo para os jogadores que a gente busca o melhor pra gente, temos saber o que queremos e o que a gente vai ser. Se ele vai ser um jogador mais ou menos, se só vai passar pelo clube ou vai ser um diferente. Então ele escolheu ser um diferente. Pra ser diferente ele tem que se dedicar e saber que tem alguns compromissos. A preparação dele desde pequeno sempre foi muito boa para isso”, enfatizou.

Muitas pessoas não gostam de fazer coisas diferentes ou de serem denominadas como diferentes. Mas essa palavra também expressa alguma qualidade que naturalmente a pessoa expõem para os outros, mesmo que sem querer. Neymar Jr é diferente porque ele quer ser melhor do que hoje e ontem. Muricy é prova disso no dia a dia do clube. Buscar o melhor em um pênalti ou acertar uma bola perfeita em cobrança de falta não toma mais do que 20 minutos do treino e a paixão que o atacante tem com a pelota é o que ainda impressiona esse treinador.

 

Notícias

<
>